25/06/2020

Emprestar seu cartão pode ser perigoso. Descubra por que e aprenda a dizer não!

Imagine a seguinte situação: seu melhor amigo está precisando de um dinheirinho extra este mês, para fechar as contas, já que as coisas saíram um pouco de controle.

Então ele recorre a você e pede emprestado o cartão de crédito, para comprar alguns itens essenciais. Embora seja da natureza humana querer ajudar, essa boa ação pode causa certa dor de cabeça, para as duas partes.

O que acontece é que, quando emprestamos nosso cartão de crédito para alguém, temos uma boa chance de arrumar alguma inimizade por isso.

Quanto mais jovem e menos dinheiro tivermos, maiores serão as chances de uma situação de “calote” se concretizar. É chato, mas nesses casos a melhor resposta é sempre não. 

Mas por quê? A conta é simples: se você não tiver dinheiro para ajudar alguém a sair do vermelho, deixar a pessoa usar o seu cartão é, como dizem, “arrumar sarna pra se coçar”.

Porque se um imprevisto acontece, e você, o dono do cartão, precisar intervir e responder, financeiramente, pelas despesas da pessoa que você emprestou, como resolver? Complicado, né?

Além disso, existem algumas implicações legais, fraudes e outros detalhes que separamos, aqui, pra você. Confira!

Vulnerabilidade a fraudes

Embora não seja ilegal emprestar seu cartão, é provável que você esteja violando regras do contrato. E, o pior, talvez esteja se colocando num potencial cenário de fraude.

Sabemos que muitos cartões de crédito oferecem proteção extra contra golpes e uso indevido; no entanto, nenhuma dessas normas se aplica se você emprestou seu cartão e se a fraude aconteceu nesse meio tempo. 

Se o seu amigo perdeu o cartão, não tomou os cuidados necessários com compras pela internet ou simplesmente sofreu ataque de algum hacker, então você terá que responder por esse prejuízo. 

Lembra sobre a questão do imprevisto, que mencionamos no início do texto? Pois é.

Mesmo uma política de responsabilidade zero não o protegerá se você tiver cometido um ato de “negligência grave”, que inclui empréstimo do seu cartão.

Maus hábitos

Quando alguém pede o cartão de crédito emprestado, provavelmente essa pessoa já tem um estilo de vida um pouco irresponsável no que diz respeito aos gastos pessoais. 

Nesse momento, você pensa que está sendo um bom amigo ou amiga, ajudando no momento de necessidade quando, na realidade, a melhor saída para esse tipo de situação é não emprestar e encerrar esse ciclo de gastança sem fim.

Amizade em xeque

Ao concordar em emprestar o cartão de crédito, você acaba correndo o risco de ter problemas com o pagamento da fatura e, como consequência, estragar uma amizade de anos. 

É bem provável que você se sinta desconfortável em cobrar seu amigo se atrasos acontecerem. Isso fará com que a questão se arraste, e a dívida, pelo contrário, aumentará numa velocidade impressionante. 

Outras pessoas pedirão seu cartão 

Depois que você empresta o cartão de crédito pela primeira vez, o precedente está criado. O que isso quer dizer? Isso significa que outros amigos e familiares ficam à vontade de também pedir o cartão para você.

Será ainda mais difícil dizer não, mas lembre-se de que é preciso. Seja firme, mas recuse com carinho. Explique o porquê da sua decisão, com base em razões pessoais e de segurança. Assim, ninguém sairá magoado da situação.

Se, apesar de todos os riscos, você decidir emprestar a alguém seu cartão de crédito, há algumas coisas que você pode fazer para reduzir as chances de estresse. 

Estabeleça um limite de quanto a pessoa pode gastar ou então vá com ela fazer as compras. Se você não puder acompanhar, monitore de perto seus extratos mensais para não ter uma surpresa desagradável depois. 

Sobre a QuiteJá

Somos uma solução que surgiu da necessidade de reaproximação entre credor e devedor.

Uma plataforma 100% digital de recuperação de crédito que tem como objetivo tornar essa relação mais dinâmica e saudável. 

Com um processo prático e rápido, apresentamos oportunidades para você quitar suas dívidas, com planos de negociação e descontos INCRÍVEIS!

Mais de 600 mil brasileiros já regularizaram os seus débitos. Organize a sua vida financeira você também. Acesse QuiteJá!

QuiteJá

Uma plataforma que nasceu para resolver suas pendências financeiras de maneira segura e sem burocracia. Tem alguma dúvida? Converse com a gente nos comentários!

Posts Relacionados

Conta conjunta é o melhor para você?
QuiteJá | 25/06/2020
Quanto custa ter um filho no Brasil e como se planejar para aumentar a família?
QuiteJá | 18/05/2020

Deixe o seu comentário!