05/11/2020

Black Friday: cinco dicas de como se preparar para as promoções

Algumas pessoas esperam o ano todo pela temporada de compras da Black Friday, que pode até mesmo virar uma Black Week (a semana inteira) para algumas empresas.

São várias listas de desejos espalhadas nos principais e-commerces do Brasil, com o objetivo de conseguir o melhor preço na TV, celular, videogame e mais um monte de outros itens como roupas, acessórios e muito mais!

Mas, como você sabe, a Black Friday antes da pandemia já era concorrida! E agora, a de 2020 apresenta alguns desafios únicos, como escassez significativa em algumas categorias de produtos – sim, notebooks, estamos falando de você – e algumas incertezas sobre o período de lançamento da Black Friday em razão da pandemia.

Por causa do COVID-19, muitos de nós reduziremos as visitas às lojas e faremos compras on-line. E isso vai alterar o rumo das promoções da Black Friday.

Black Friday: cinco dicas de como se preparar para as promoções

Porém, há uma coisa que não está mudando: muitas dessas promoções disfarçadas de pechincha não são tão boas quanto parecem – e você não quer se deixar enganar por todo esse marketing publicitário, não é mesmo?

Mas não se preocupe!

A QuiteJá conhece todos os truques e, por isso, separamos algumas dicas que ajudarão você a se preparar para as melhores ofertas da Black Friday!

Black Friday: cinco dicas de como se preparar para as promoções

1. Pesquise produtos que quer comprar na Black Friday com antecedência

O que adianta encontrar aquela promoção perfeita se o produto não for bom?

Muitos consumidores da Black Friday não leram nenhuma avaliação dos produtos que compraram anteriormente, segundo essa matéria do CapTerra.

Vale a pena fazer sua pesquisa antecipadamente. Estudar, realizar anotações e salvar páginas de avaliações e resenhas sobre os produtos, sejam em sites ou vídeos do Youtube.

Dessa forma, quando a oportunidade de adquirir o produto tão desejado pintar, você já sabe o que fazer.

2. Acompanhe o histórico de preços

Existem várias ferramentas úteis como apps do Zoom e do Buscapé, para que você possa monitorar as variações de preço de determinado produto, antes da semana de Black Friday.

Assim, você consegue avaliar e descobrir se o preço de venda realmente representa um bom valor.

Use e abuse dessas ferramentas e não caia em armadilhas comprando pela metade do dobro.

3. Faça uma lista de lojas que vendem o mesmo produto

O aumento das atividades na Black Friday pode fazer com que os sites falhem e os varejistas fiquem sem estoque.

Se isso acontecer, enquanto você está tentando comprar um produto, ter uma colinha com uma lista de lojistas já pesquisados vai ajudar você a ter um plano B, C, D e por aí vai.

4. Revise e configure suas contas

Não é incomum os sites ficarem lentos durante a Black Friday, ao mesmo tempo que os produtos da sua lista se esgotam em questão de horas ou minutos.

Então abra, de maneira antecipada, contas on-line nas suas lojas favoritas, inserindo previamente seus detalhes de pagamento, endereço, e salve-os para que possa concluir as compras rapidamente quando as ofertas estiverem ativas.

Também vale a pena assinar newsletters informativas para conseguir um desconto exclusivo ou acesso antecipado aos produtos.

Black Friday: cinco dicas de como se preparar para as promoções

5. Respeite seu orçamento

As vendas da Black Friday muitas vezes são planejadas para induzir o consumidor a comprar aquilo de que ele não precisa.

Por isso, nos tópicos anteriores, abordamos tanto a importância de se planejar, pesquisar e monitorar tudo previamente.

É realmente fácil se deixar levar pela emoção e pelos gastos excessivos.

Decida com antecedência quanto deseja gastar em sua maratona de compras da Black Friday e faça o possível para resistir à compra por impulso, especialmente se você não tiver certeza de quão boa é a promoção.

Dica extra: Não esqueça da Cyber ​​Monday

Historicamente, a Black Friday servia para as promoções de lojas físicas, enquanto a Cyber ​​Monday – que ocorre na segunda-feira – era voltada para as compras on-line.

Agora, mais dinheiro está sendo gasto nas compras on-line do que nas lojas físicas durante a Black Friday; a lógica mudou completamente.

Porém, isso não significa que você deva ignorar a Cyber ​​Monday. Apesar de não ser uma data tão popular, ela existe.

Alguns varejistas, especialmente aqueles focados em computação, farão negócios com laptops, desktops, impressoras e muito mais.

Se você não conseguiu o produto que queria na Black Friday, não desista e tente a sorte na Cyber Monday.

Sobre a QuiteJá

Somos uma solução que surgiu da necessidade de reaproximação entre credor e devedor.

Uma plataforma 100% digital de recuperação de crédito que tem como objetivo tornar essa relação mais dinâmica e saudável.

Com um processo prático e rápido, apresentamos oportunidades para você quitar suas dívidas, com planos de negociação e descontos INCRÍVEIS!

Se você quiser algumas dicas financeiras de como economizar, nós temos alguns textos que podem ajudar muito nessa missão.

Tem uma dívida e quer renegociar o valor com um super desconto? Acesse QuiteJá!

 

 

QuiteJá

Uma plataforma que nasceu para resolver suas pendências financeiras de maneira segura e sem burocracia. Tem alguma dúvida? Converse com a gente nos comentários!

Posts Relacionados

7 experiências para comprar e aproveitar na Black Friday
7 experiências para comprar e aproveitar na Black Friday
QuiteJá | 12/11/2020

Deixe o seu comentário!

Ir para o Topo